Quem sou eu

Minha foto
Sociólogo pela Universidade de Haifa, especialize-me em abrir caminhos dentro do conhecimento judaico e melhorar a comunicação entre judeus e não judeus. Este é um caminho aberto para se comunicar com os judeus de Israel, EUA, Canadá, Europa ou aqueles que vivem em países da América Latina, mas não falam Português (no Brasil) ou espanhol (todos os outros países, além das Guianas)

F.R.U.T.A.!

 TU BISHVAT
Shabat  11 de Fevereiro



A data de Tu Bishvat, (15 de Shevat) no calendário judaico é o dia que marca o início de um "Ano Novo das Árvores “.

Nesta estação do ano, na Terra de Israel, os primeiros brotos das árvores emergem de seu sono após o inverno e começam um novo ciclo de produção frutífera.

De acordo com a lei judaica, o "Ano Novo das Árvores" está relacionado com os vários dízimos que devem ser separados da produção cultivada na Terra.

Estes dízimos diferem de ano para outro no ciclo de sete anos de Shemitá (ano sabático). O ponto referencial para o cálculo destes dízimos é o dia de 15 de Shevat.

O judaísmo compara o homem a uma árvore. O grande sábio Maharal explica que assim como as árvores necessitam de água, ar e luz solar para se desenvolver, o mesmo acontece conosco.

Precisamos de nutrientes espirituais para cumprir com o nosso propósito no mundo. 
Assim como a árvore está em constante crescimento, também nós devemos crescer sem parar. E do mesmo modo que as árvores produzem frutos saborosos, nós também devemos produzi-los. A lição de Tu Bishvat é que devemos renovar e fortalecer nosso crescimento pessoal e espiritual.
Celebramos o dia de Tu Bishvat comendo frutas, especialmente "as Sete espécies" que a Torá destaca em louvor à fartura da Terra de Israel: trigo, cevada, uvas, figos, romãs, azeitonas e tâmaras.

Observem que a própria palavra FRUTA relembra isso: 
Figo, Romã, Uva, Tâmara e Azeitona.  






Compartilhar no Google+

Postar um comentário

Seus comentários são muito bem vindos.

 
Copyright © 2011. O que é Judaísmo? - All Rights Reserved
Templates: Mais Template
{ overflow-x: hidden; }